26 de junho de 2022

Eu Não Ligo

Quem liga para o que os outros dizem?

Falando seriamente

Apesar das profecias, aquecimento global, poluição, guerras, comidas transgênicas, uva passa no arroz, livros de auto ajuda, coaches, bacon vegano e outras tentativas de acabar com a humanidade, continuamos firmes e fortes.

Tudo bem, nem tão firmes, nem tão fortes. O Orkut morreu, o Facebook resiste, o Twiter virou uma zona de guerra, o pseudo anonimato das redes sociais cada vez mais faz com que pessoas digam o que não o que pensam, mas o que esperam que a maioria pense.

Entre a coragem e a covardia alguns tentam “lacrar” na ânsia de angariar likes e seguidores. Em uma conversa simples pessoas procuram pretextos para expor outras pessoas. Alguns merecidos, mas grande parte vítimas de mal entendidos.

O ser humano está perdendo a capacidade de se comunicar, usam ódio pra pedir o fim do ódio, humilham para exigir respeito. A incoerência circula livre nas redes sociais.

Neste panorama surgiu a ideia desta página. Um desejo de falar sobre o passado, comparar com o presente e tentar vislumbrar o que nos reserva o futuro,

Assistimos filmes e séries baseadas em livros onde os roteiristas não ligam para a obra original. Alguns conseguem fazer obras “baseadas em” sensacionais. Outros, na pretensão de superar o autor, destroem e estória não ligando para a coerência. Jogamos jogos cujos criadores não ligam para o jogador.Vender, vender, vender.

Neste espaço vou tentar analisar o conjunto do que vem sendo feito. Não quero ditar regras nem ser o dono da razão. Dizer o que penso sem amarras, mas com coerência e respeito. Pra isso EU LIGO!

Pronto. Este é o primeiro e o último texto “sério” deste site. Acima de tudo acredito que a vida merece ser tratada com bom humor

Um abraço e bom divertimento!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode ter perdido